Qual a Causa da Liberdade?

a causa da liberdade

A CAUSA DA LIBERDADE deve primeiro ser estabelecida, para que o efeito pleno da liberdade possa ser sentido. Existem pessoas poderosas que serviram à causa da liberdade por séculos, em várias atividades, onde a humanidade desejou ter os frutos da liberdade, e soube instintivamente que os frutos vieram para aqueles que serviram à causa.

Qual é a CAUSA da liberdade? Isso foi parafraseado ao longo dos séculos, onde quer que os homens fossem incitados a ações valorosas em nome do país, do rei ou de Deus, e ainda, se eles fossem solicitados a definir essa CAUSA, garanto que poucos são os que poderiam expressar com precisão um entendimento da causa da liberdade.

Qual é a CAUSA da liberdade? DEUS. A identidade de Deus de cada homem tem em si a compreensão inerente e inata de que a liberdade e a divindade são uma coisa só.

O divino fiat da vida é expansão, desenvolvimento, perfeição, qualidades essas que requerem liberdade para se manifestarem. Um botão de rosa bem fechado requer liberdade para se tornar uma rosa totalmente desenvolvida.

Até mesmo o poder de Hélios requer liberdade para brilhar. Um animal, planta, árvore ou homem requer liberdade para respirar. Não existe progresso ou evolução, ou, de fato, ser, sem liberdade. Vocês podem dizer que a liberdade é Deus esticando os braços para se expandir. Liberdade é Deus em ação. O Deus quiescente, dormindo durante a noite solar, não prova nem desfruta dos frutos da liberdade, mas quando a primeira agitação ocorre na aurora cósmica de um sistema solar ou no nascimento de um pássaro, a liberdade se agita.

Eu sou o SOL da liberdade. É meu grande privilégio expandir a causa da liberdade no plano terrestre. Não é uma qualidade que é injetada em uma corrente de vida, pois o amor à liberdade é tão inerente à vida quanto o amor à própria vida. Liberdade e expansão são uma só. Liberdade e atividade são uma só. Liberdade e Deus são um.

E neste novo dia, dedicado à liberdade de todo o planeta e deste sistema de mundos, vocês verão o poder de Deus estendendo-se e rompendo as cadeias de limitação.” 

 

Saint Germain, 26 de setembro de 1952, Tradução não oficial do livro: Dictations by the Ascended Masters, The Bridge to Freedom, AMTF Páginas 321,322 e 323.

Gratidão infinita! 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido!